Coopercentral AURORA anuncia a compra da indústria de suínos da antiga CHAPECÓ alimentos

A Cooperativa Central Aurora Alimentos – um dos três maiores conglomerados agroindustriais do setor cárneo brasileiro – anunciou hoje a aquisição da unidade industrial de abate e processamento de suínos da antiga Chapecó Companhia Industrial de Alimentos, localizada em Chapecó, que estava arrendada desde dezembro de 2003. O anúncio foi feito pelos diretores Mário Lanznaster (presidente), Neivor Canton (vice-presidente) e Marcos Antônio Zordan (diretor de agropecuária) e Caciano Antônio Capello (gerente geral da Unidade). A aquisição deu-se nos autos do processo de falência da Chapecó, através de uma venda judicial extraordinária realizada nos termos da legislação vigente, devidamente aprovada pelos credores diretamente interessados, pelo Ministério Público, e, autorizada e homologada pelo Juiz da 3ª Vara Cível da Comarca de Chapecó. O valor nominal da transação foi de 235 milhões de reais em recursos financiados pelo prazo de 12 anos por quatro instituições financeiras: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco ABC, Banco do Brasil e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).Além da indústria de suínos, a compra alcança um conjunto de ativos que entre granja de suínos e reflorestamentos, perfazem a área total de 780 hectares, aproximadamente.Depois de 12 anos de arrendamento, período em que a Aurora otimizou as atividades do frigorífico, processando matéria-prima regional e empregando mão de obra local, a aquisição da indústria pela Coopercentral tornou-se irreversível. A unidade ocupa papel estratégico no esforço de ampliação das linhas de produtos industrializados.A indústria frigorífica tem capacidade instalada para abater 2.700 suínos/dia, mas, atualmente processa 2.000 cabeças/dia e mantém 1.764 empregados diretos. A prioridade da Aurora ao arrendar a planta, em 2003, não era ampliar os abates na unidade da Chapecó, mas industrializar a carne suína gerando um mix de produtos acabados das linhas de salsichas, linguiças defumadas, linguiças frescais, presuntos, apresuntados, mortadelas e salgados, além de cortes. Isso representou, na época, um aumento de 50% na capacidade instalada de industrialização. Em 2014, essa unidade abateu e processou 510 mil suínos, produziu 46,5 mil toneladas in natura de carne suína e industrializou 80,6 mil toneladas de produtos cárneos.A ESTRUTURA DA AURORA A Cooperativa Central Aurora Alimentos é um conglomerado agroindustrial sediado em Chapecó (SC) que pertence a 13 cooperativas agropecuárias, sustenta 26.000 empregos diretos e tem uma capacidade de abate de 18 mil suínos/dia, 1 milhão de aves/dia e um processamento de 1,5 milhão de litros de leite/dia. Mantém 42 estabelecimentos: oito unidades industriais de suínos, sete unidades industriais de aves, seis fábricas de ração, 13 unidades de ativos biológicos (incluindo granjas, incubatórios e unidade de disseminação de gens), oito unidades de vendas e a sede central (matriz). As unidades indústrias de suínos são: Indústria Aurora Chapecó (SC), Frigorífico Aurora Chapecó (SC), Frigorífico Aurora São Miguel do Oeste (SC), Frigorífico Aurora São Gabriel do Oeste (MS), Frigorífico Aurora Sarandi (RS), Frigorífico Aurora Chapecó II (SC), Frigorífico Aurora Erechim (RS) e Frigorífico Aurora Joaçaba (SC).As sete plantas para processamento de aves são: Frigorífico Aurora Maravilha (SC), Frigorífico Aurora Quilombo (SC), Frigorífico Aurora Erechim (RS), Frigorífico Aurora Abelardo Luz (SC), Frigorífico Aurora Guatambu (SC), Frigorífico Aurora Xaxim (SC) e Frigorífico Aurora Mandaguari (PR). As seis fábricas de rações são: Fábrica de Rações Chapecó, Fábrica de rações de Quilombo – Nutri III, Fábrica de Rações Nutricooper VI e Fábrica de Rações Nutricooper VII, Fábrica de Rações Erechim, Fábrica de Rações Cunha Porã e Fábrica de Rações Xanxerê.COOPERATIVAS FILIADASAs 13 cooperativas agropecuárias filiadas são: Cooperalfa (Chapecó/SC), CooperA1 (Palmitos/SC), Coopercampos (Campos Novos/SC), Copérdia (Concórdia/SC), Cotrel (Erechim/RS), Auriverde (Cunha Porã/SC), Cooperitaipu (Pinhalzinho/SC), Camisc (Mariópolis/PR), Coasgo (São Gabriel do Oeste/MS), Coopervil (Videira/SC), Cocari (Mandaguari/PR), Colacer (Lacerdópolis/SC) e Caslo (São Lourenço do Oeste/SC). MAIS DE 100 MIL FAMÍLIAS A Cooperativa Central Aurora Alimentos chegou aos 46 anos de fundação com uma marca formidável: tornou-se uma comunidade produtiva formada por mais de 100 mil famílias espalhada por 500 municípios brasileiros.Nesse cálculo estão os 26.000 colaboradores diretos da Aurora, as 70.670 famílias rurais cooperadas que formam a base produtiva no campo e os 8.951 colaboradores das 13 cooperativas agropecuárias que a constituem, totalizando mais de 105.000 famílias.Crescimento e expansão marcam as últimas décadas da cooperativa que obteve, em 2014, o maior faturamento e o melhor resultado líquido de seus 45 anos de história: com crescimento de 18%, a receita operacional bruta chegou a 6,7 bilhões de reais, enquanto as sobras inflaram 38% e atingiram 417,9 milhões de reais. Com uma margem líquida de 6,83%, a cooperativa respondeu por um dos melhores desempenhos do mercado brasileiro de proteína animal. A receita total foi em 80% obtida no mercado doméstico e em 20% no mercado internacional.
MB Comunicação 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.