FAO: preço geral dos alimentos cai, mas carnes mantêm estabilidade

Em outubro, o índice depreços dos alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura eAlimentação (FAO) recuou perto de 1% em relação ao mês anterior, enquanto nos10 primeiros meses de 2012 o índice ficou 8% abaixo do valor alcançado emidêntico período do ano anterior.

Detalhando a queda, a FAO observa que o índice de outubro foi dois pontospercentuais menor que o de setembro, devido, especialmente, à redução depreços, no mercado internacional, dos cereais, óleos e gorduras. Nestes casos,a queda foi tão representativa que neutralizou os aumentos ocorridos com oaçúcar e os laticínios.

Em outras palavras, as carnes não tiveram maior influência na variação dosíndices do mês, pois permaneceram em outubro com os mesmos 174 pontosalcançados em setembro e com uma variação de apenas 0,08%. E se isso significouque continua a ocorrer alguma valorização (esse foi o terceiro mês consecutivode alta), o acumulado nos 10 primeiros meses do ano permanece negativo, comredução superior a 1% em relação ao mesmo período de 2011.

No tocante especificamente a outubro, a FAO observa que a estabilidade dascarnes foi geral, alcançando os quatro principais tipos comercializados (carnesbovina, suína, de frango e ovina). E se houve forte valorização da carne suínana Europa e no Brasil, os ganhos daí decorrentes acabaram neutralizados pelaqueda das cotações nos EUA.

Fonte: Avisite

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.