Milho: Apesar da baixa liquidez, novas regiões passam a ter altas

Aos poucos, aumenta o número deregiões brasileiras onde os preços do milho voltam a subir, de acordo comlevantamentos do Cepea. Esse movimento é estimulado ainda pelos reajustesocorridos nos portos na segunda quinzena de setembro e primeira semana deoutubro. Compradores e vendedores, porém, não têm se motivado a negociar. Nosúltimos dias, produtores da maior parte das regiões consultadas pelo Cepeasinalizaram não ter necessidade imediata de caixa, ao mesmo tempo em queapostavam em reação da demanda para a alimentação de animais neste últimotrimestre de 2012. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa, que representa negóciosno segmento de lotes na região de Campinas (SP), subiu 1,66% entre 8 e 15 deoutubro, fechando a R$ 31,22/saca de 60 kg nessa segunda-feira. Se consideradaa taxa de desconto NPR na região de Campinas, o preço médio à vista foi de R$30,72/sc de 60 kg na segunda, alta de 1,4% no mesmo período.

 

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.