PAPO DE NUTRI: Café da manhã, a primeira refeição do dia

28 de Fevereiro de 2018

Por Simone A. Guzzon

Nutricionista CRN: 104650

Para a nutrição das nossas células e sistemas e consequentemente manutenção da saúde é importantíssimo o fracionamento da alimentação, que deve acontecer de maneira geral a cada três horas. Observo que boa parte da população não tem como hábito de fazer o café da manhã, e para você que já vai dizer que não consegue comer nada logo que acorda eu lhe digo que nosso corpo se a adapta a tudo, então comece com pequenas quantidades.

Se o ideal é comer de três em três horas, após oito horas ou mais de sono, ofertar energia ao organismo é mais que obrigação, é questão de saúde, bem-estar e de desempenho intelectual, pois o sistema nervoso central que é a máquina que comanda todos os outros sistemas é dependente de glicose, sendo que essa fonte de glicose deve ser alimentar.

Durante o sono nosso metabolismo continua trabalhando nas suas funções básicas como circulação, respiração, batimentos cardíacos, construção de novas células, queima de gordura e na captação de toxinas para posterior eliminação do organismo. Diante de todo esse trabalho é importante que se ofereça ao organismo uma refeição rica em nutrientes.

É importante lembrar que todos os grupos alimentares, carboidratos, proteínas e lipídios são importantes sendo a variedade alimentar a melhor opção para o fornecimento contínuo de nutrientes.

Além de nutritivo o café da manhã deve respeitar as particularidades de cada indivíduo, observe alguns alimentos que podem ser consumidos nessa refeição.

-Pães, e bolos integrais caseiros

-Batata-doce cozida ou assada

-Frutas

-Panquequinhas, crepiocas e tapiocas (preparações que combinam uma farinha ou farelo e ovo)

-Oleoginosas (castanhas, nozes ou o nosso amendoim que pode ser consumido ao natural ou na forma de pasta de amendoim);

-Queijos;

-Ovos;

-Iogurtes

Lembre-se que a base da alimentação deve ser comida de verdade, e os industrializados devem ser consumidos com moderação.