PAPO DE NUTRI: Lista de ingredientes: fique atento?

PAPO DE NUTRI: Lista de ingredientes: fique atento?

Por Simone A. Guzzon

Nutricionista CRN: 104650

A legislação Brasileira de Rotulagem Nutricional dos Alimentos determina que além da tabela nutricional, os alimentos industrializados devem apresentar a lista de ingredientes.

Essa lista deve estar próxima a tabela nutricional, e ser apresentada em ordem decrescente, ou seja, do maior para o menor (em termos de quantidade) ingrediente utilizado na confecção do produto. Essa informação é muito relevante pois propicia ao consumidor observar e identificar a real composição do alimento que está sendo adquirido ou ingerido, auxiliando na escolha mais saudável dentre as opções disponíveis no mercado.

Para que você entenda melhor vou utilizar como exemplo o macarrão integral, existem várias marcas no mercado que se denominam integrais, porém nem todas são totalmente integrais. Para verificar se realmente a massa que você está comprando é integral, a farinha de trigo integral deve aparece como primeiro item na lista dos ingredientes, se o primeiro item for farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico e posteriormente a farinha integral, isso quer dizer que essa massa tem mais farinha branca na composição, sendo menos integral quando comparado aquela que contem a farinha de trigo integral como primeiro item.

Nomes estranhos ou nomenclaturas desconhecidas sugerem um alimento mais processado, que teve a inclusão de possíveis aditivos químicos, como conservantes, corantes, acidulantes entre outras denominações. Quanto mais extensa for a lista de ingredientes, maior será o grau de processamento e consequentemente menos saudável será o produto.

Em tempos de casos crescentes de obesidade a escolha por uma alimentação mais saudável, menos processada se faz necessário, e essas informações contidas nos rótulos, possibilitam um olhar mais crítico sobre os produtos, impactando de forma positiva na saúde da população e instigando as empresas alimentícias criarem produtos menos processados.

E agora que você já sabe como interpretar a lista de ingredientes, seja crítico, utilize essa informação ao seu favor, compare e opte por alimentos mais saudáveis.